Leituras Online  

O LIVRO MISTERIOSO - VOLUME 2 - EXTRATOS

0 Comentáros
246
11 Ago 2020

PREFÁCIO

Hoje, todavia, há misericórdia. Não vá você rejeitar Sua oferta. Os cavaleiros sabem exatamente quem você é. Seu contendente, o qual lhe tem feito guerra por dois mil anos, agora, todavia está dizendo: “Posso fazer com eles como eu queira. Todavia os tenho! São meus! Eles trocaram o Título lá no princípio!” Porém, Ele é o Redentor semelhante. Ele agora está intercedendo por nós. Mas algum dia... O diabo diz: “Eu os porei no sepulcro!” Mas Deus disse à Igreja: “Eu os tirarei! Mas antes tenho que ser intercessor.”

Agora Ele vem e sai da Eternidade, lá do Trono do Pai, onde tem estado como intercessor, e vem para ser Rei, para reinar sobre todas as nações com a Vara de ferro. O juízo está pronto. Oh, irmão! Nosso Redentor semelhante tem todas as coisas! Correto. Agora, o que faz? Desafia a Satanás, o contendente, e diz: “Agora são meus! Os tenho ressuscitado!” Então toma todos os mentirosos e todos os pervertedores da Palavra juntamente com Satanás, e os destrói no Lago de Fogo. Então tudo fica acabado. Destrói-os no Lago de Fogo. Oh, irmão!

Quero dizer umas quantas coisas mais para encerrar.

Agora (rapidamente), note: estamos no versículo 7, porém, do 8 ao 14, quero que prestem atenção no que acontece. Tudo o que estava no Céu e tudo o que estava sobre a Terra... Vamos ler, melhor dizendo. Começando no versículo 6 [Apocalipse 5 – editor]:

“E olhei, e no meio do trono e dos quatro animais, e no meio do anciãos, estava um Cordeiro como tendo sido morto, o qual tinha sete chifres e sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados em toda a Terra (Os sete mensageiros das sete Eras da Igreja que mantiveram o fogo ardendo.).

E Ele (o Cordeiro) veio, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono.”

Agora, preste atenção no que ocorreu quando Ele fez isto. Que grande jubileu! Isto é exatamente quando são abertos estes Selos. Em seguida, veremos a meia hora de silêncio. Estamos começando hoje e, no domingo por chegar, terminaremos aqui mesmo. Escutem bem! Se estão prontos, digam: Amém!

Quando Ele fez isto, quando toda a Criação estava gemendo e ninguém sabia o que fazer, ali estava João, chorando, então o Cordeiro se apresentou. O Livro estava nas mãos do Dono original, porque o homem havia caído e perdido o Livro, e não havia outro homem digno de toma-lo para redimir a Terra. Nenhum sacerdote, nem papa, nem nada, como disse anteriormente. Porém, o Cordeiro veio; não foi nenhuma virgem Maria, nem Santa Fulana, nem São Cicrano, senão, o Cordeiro foi quem veio sangrando e imolado, e tomou o Livro da destra daquele que estava sobre o Trono. E quando viram que, em verdade, havia um Redentor... Todas as almas debaixo do Altar, os Anjos, os anciãos, e toda a Criação viu que isto aconteceu... Agora, tudo isto fica, todavia, no futuro. Esta noite ele ainda é um Mediador; porém, isto fica no futuro. Observe:

“E quando tomou o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um harpas e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.”

Agora, esses são os que estão debaixo do Altar, que a muito tempo têm orado; eles têm orado pela Redenção, pela ressurreição. E agora vemos a estes anciãos derramando as orações, porque agora temos representante, temos um Parente no Céu que se apresentou para reclamar o que é dele.

“E cantavam um novo cântico, dizendo: ‘Digno és de tomar o livro, e de abrir seus selos, porque Tu foste morto, e nos redimistes para Deus (Prestem atenção!), com Teu Sangue, de toda linhagem, e língua, e povo e nação; e nos fizeste para nosso Deus, reis e sacerdotes, e reinaremos sobre a terra.”

Eles queriam voltar! E aqui vemos que, em verdade, voltam para serem reis e sacerdotes. GLÓRIA A DEUS! Sinto-me tão glorioso a ponto de até falar em línguas! Observem: Aqui parece que não tenho idioma o suficiente para Louvá-Lo; preciso de outro idioma que nem conheço.

“E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos...”

Escute que grande jubileu estavam tendo quando viram ao Cordeiro vir e tomar o Livro da Redenção. Então suas almas clamaram. Veremos isto mais adiante. Todos se prostraram. E os anciãos derramaram as orações dos santos. Por quê? Ali estava um Parente em representação nossa. Eles caíram sobre seus rostos, e cantaram um cântico, dizendo: ‘Tu és digno, porque foste imolado.’ – Agora, prestem bem atenção nestes anjos:

“E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais e dos anciãos; e a multidão deles era de milhões de milhões,

Que diziam em alta voz: ‘O Cordeiro que foi imolado é digno de tomar o poder e riquezas e sabedoria e fortaleza e honra e glória e louvor.’”

Que jubileu tão tremendo há no Céu quando o Cordeiro sai do posto de intercessor, para vir aqui a reclamar o que é dele! O que aconteceu com João, possivelmente, é que viu seu nome escrito ali. Quando estes Selos foram abertos, ele ficou muito contente. Escute o que diz:

“E ouvi a toda criatura que está no céu, e sobre a terra, e debaixo da terra, e que está no mar,e todas as coisas que neles estão, dizendo: ‘Ao que está sentado no Trono, e ao Cordeiro, seja a bênção, e a honra, e a glória, e o poder, para todo o sempre.’ (Amém! Amém! Amém e amém!)

E os quatro animais diziam: ‘Amém!’ E os vinte e quatro anciãos caíram sobre seus rostos, e adoraram ao que vive para todo o sempre.”

Isto sim que foi um jubileu e um tempo mui tremendo, quando aquele Cordeiro saiu. Vê você? O Livro dos mistérios ainda está selado no Céu. Você diz: “Meu nome está ali?” Não sei. Oxalá! E se seu nome está, é porque foi escrito ali antes da fundação do mundo. Porém, a primeira coisa que representava aquela Redenção foi o Cordeiro que tinha sido imolado desde antes da fundação do mundo. E Ele tomou o Livro (GLÓRIA!), o abriu e tirou os selos, e o enviou à Terra a seu sétimo anjo, para revela-lo a Seu povo. Aí o tem. O que ocorreu? Os gritos, os louvores, os aleluias, as glórias a Deus; porque UM foi achado digno.

 (LIVRO DOS SELOS em espanhol – Reverendo William Marrion Branham, Páginas 88-90)

Estes extratos foram coletados e traduzidos pela Associação Evangelística “A LUZ DO NOVO DIA” – Campo Largo, Paraná, Brasil, em Julho de 2020, e tem como propósito o crescimento espiritual da Semente Predestinada de Deus neste tempo final.

A BRECHA

Dr. William Soto Santiago

23 de Janeiro de 1977

Cayey, Porto Rico

(...) Então você já viu que Apocalipse 5 é essa brecha. Diz:

“Agora Ele está se preparando para a abertura dos Sete Selos de Redenção.”

Então você pode ver que Apocalipse 5 é a preparação para a Era Eterna, assim como Apocalipse 1 foi a preparação para as sete Eras da Igreja. Com Apocalipse 1, aí entram as sete Eras da Igreja; e com Apocalipse 5, entra a Era Eterna da Igreja.

Deixe-me ver se posso ir um pouquinho – um pouquinho mais adentro nisso...

Página 80, do Livro dos Selos:

“João estava chorando. O que ia acontecer agora? O ancião disse: ‘João, não chores mais, porque aqui vem o Leão. Ele é o que prevaleceu.’ Mas quando João olhou, ele viu o Cordeiro ensanguentado que tinha sido imolado. Qualquer coisa que tenha sido morta está cheia de sangue, como quando cortam o pescoço ou outra coisa; e então está cheia de sangue.

Aqui vinha este Cordeiro imolado. E para quê se apresenta? Para fazer Sua reclamação sobre a redenção. Amém! Oh, irmão! Você não tem o desejo de se afastar sozinho para um canto e chorar por um momento? Aqui vinha um Cordeiro sangrando ainda. Ali estava João e todos os patriarcas, porém, não havia ninguém que pudesse fazer a obra. Então o Cordeiro saiu, e seus dias de intercessão haviam cessado (os dias de mediação), e então é quando este Anjo aparecerá.”

Veja a relação que há entre esse Anjo e a aparição do Cordeiro vindo como Leão. É por isso que esse Anjo, quando aparece, quando fala – quando falou, sete Trovões emitiram suas vozes; quando falou. E diz que falou como quando ruge um leão. Esse Cordeiro, quando aparece, então é o quê? Apocalipse 10, rugindo como um leão.

“Então é quando este Anjo aparecerá. Espere até que cheguemos aos Selos propriamente ditos. E Ele dirá: ‘O tempo não será mais.’ Então entra a meia hora de silêncio. E preste bem atenção nas coisas que acontecerão durante essa meia hora do Sétimo Selo, com a ajuda de Deus.”

Vê? Algo acontece. As coisas que acontecerão durante essa meia hora de silêncio. E isso é quando o tempo não será mais. Que tempo? O tempo das Eras da Igreja terminou; então é quando aparece esse Anjo. Então, ao aparecer esse Anjo, é o tempo do Reclame – da Reclamação, de reclamar tudo o que foi redimido. Então o Livro da Redenção é tomado e é reclamado tudo o que foi redimido com o Sangue de Jesus Cristo. Esse tempo de reclamação não é o tempo das Eras da Igreja.

Quando chegue esse tempo de reclamação, então esse Anjo, esse Anjo Forte, que é o Leão da Tribo de Judá...

Apocalipse 10, do versículo 1 ao 6 e Apocalipse 5, é o mesmo; é o mesmo Anjo. O que ocorre é que aqui o vemos quando Ele se levanta para tomar o Livro; e o toma; e está fechado. E depois, em Apocalipse 10, o vemos quando o Livro já está aberto. Quando já está aberto, então é tempo para dá-lo a conhecer aos escolhidos.

Agora, encontramos então que nesse tempo do surgimento desse Anjo é o tempo quando a intercessão terminou; e o tempo em que as Eras da Igreja terminaram. Então, uma das coisas que o Anjo anuncia, é que o tempo terminou; que as Eras da Igreja terminaram. Não é uma das coisas que Ele revela; essa é uma das coisas que Ele anuncia. Essa é uma das coisas que Ele diz com juramento: “E jurou que o tempo não seria mais.” Levantando a Sua mão. Vê você?

(...) Agora, você sabe e se dá conta que esse Dia de Redenção não se refere ao dia em que o Senhor morreu na Cruz do Calvário. Porque ali Ele nos redimiu, e esse foi um dia glorioso de redenção. Porém, o Dia de Redenção do qual a Bíblia fala aqui, é o dia em que nossos corpos hão de ser transformados; em que nossos corpos hão de ser redimidos; hão de regressar ao original; em que nossos corpos estarão numa condição transformada, a um corpo que não pode pecar, a um corpo que não pode se enfermar, a um corpo eterno que não pode morrer; e se não pode morrer, então não vamos morrer.

Agora, se não vamos morrer, então o que vamos fazer para irmos daqui? Porque não poderemos ir desta dimensão através da morte, porque não haverá morte.

Agora, recorde: estou falando de certo tempo onde você já não poderá morrer. Isso será quando você tenha recebido toda a Mensagem correspondente para este tempo; ou seja, quando você tiver ouvido a última Palavra; então aí você já não poderá morrer.

Bom, todavia nos faltam algumas coisinhas, verdade? Se nos faltam algumas coisinhas, então algum poderá partir na frente; porém, esperamos que cada um se comporte bem. Eu creio que isto que Deus tem estado fazendo no coração de cada um de vocês, com cada um de vocês, sem ninguém obriga-los, senão que vocês têm visto através da Palavra que está vindo; vocês têm visto a oportunidade que Deus deu para arrumar todas as coisas; e então, tudo isso nos ajuda para não termos que partir; tudo isso nos ajuda. Porque qualquer um pode ser levado antes do tempo. Porém, há um povo predestinado, um grupo de escolhidos que não se irá; não porque não queiram ir; não irão porque recebem TODA a Palavra correspondente a essa Era Eterna. Então, a única forma de ir-se desta dimensão seria passando à outra dimensão; é a única forma. Porque, através de morrer literalmente, não poderão morrer, porque entraram nesse Dia de Redenção, que é o Ano do Jubileu.

(...) Agora, então encontramos o tempo em que estamos vivendo; vemos que o capítulo 5 de Apocalipse é a brecha entre a última Era da Igreja e a Era Eterna da Igreja. É a brecha entre a Mensagem das Eras passadas da Igreja e a Mensagem Eterna que corresponde a este tempo no qual nós vivemos; é a brecha entre as Eras temporárias e a Era Eterna.

Agora, através das sete Eras da Igreja, o Senhor esteve fazendo a Obra de Redentor semelhante. Ele esteve nessas sete Eras da Igreja intercedendo por Ruth. Esteve intercedendo por ela. E recordem: quantos se lembram da história de Ruth? Encontramos que essa história de Ruth mostrava a história da Noiva do Senhor passando através das sete Eras da Igreja; encontramos então que através das sete Eras da Igreja, Ruth esteve passando por diferentes etapas.

Agora, vejamos as etapas que há aqui; vejamos as etapas pelas quais ela passou, e então veremos a etapa onde Ruth se encontra neste dia no qual nós estamos vivendo.

Observe as etapas pelas quais ela passou. São quatro etapas pelas quais Ruth tem que passar. Revelação, Capítulo 5, Parte II, página 22 em diante, Deus nos diz através de Elias...

Isto é tremendo! Deixem-me ler-lhes um pouquinho antes. Tem a ver com Apocalipse 10, sabe? Por isso vamos ler um pouquinho antes (21:98):

“Toda a natureza está esperando por seu Mestre. E o Mestre são os filhos de Deus, aos quais foi dada esta terra. Agora, Deus terá Seus Céus, logicamente, porém, ISTO foi dado ao homem (Esta Terra foi dada ao homem.). E o Parente Redentor veio para redimir-nos de novo ao que perdemos. Que formoso! Eu apenas penso... um Cordeiro Redentor. Quando o trabalho esteja terminado teremos todas as coisas de novo. Que classe de coisas? Teremos todo o poder, teremos vida eterna, teremos saúde eterna, teremos juventude eterna, teremos poder eterno.”

E quando isso acontecerá? Quando a Obra do Redentor semelhante tenha terminado; a Obra de Intercessão tenha terminado. Então vêm a restauração de todas as coisas a seu lugar original, e então todas as coisas serão restauradas aos filhos de Deus. Todo poder será restaurado aos filhos de Deus; a vida eterna será restaurada aos filhos de Deus. Portanto, terão todo poder para fazerem o que tenham que fazer.

Terão o quê? Vida eterna. Vida eterna estando sobre nossos pés. E os outros não tiveram vida eterna nas Eras? Sim, tiveram-na, mas seus corpos não haviam sido redimidos. Portanto, eles tiveram essa vida eterna; e eles potencialmente a tinham em seus corpos, mas teriam que esperar o tempo em que essa vida eterna se manifestasse em seus corpos e esses corpos não morressem; e então, isso será quando eles ressuscitem; então ressuscitarão e não morrerão mais.

Mas haveria um grupo de escolhidos vivos aqui, nos quais a restauração seria realizada, e lhes seria restaurado tudo o que Adão perdeu lá; tudo o que o primeiro filho perdeu seria restaurado a eles. A vida eterna seria restaurada a eles. Portanto, então não terão que morrer. Os quais entram nessa restauração que ocorre no Ano do Jubileu, que é o ano cinquenta, o ano da restauração de todos os filhos de Deus a seu lugar original.

(...) Se você não vigia bem, você pensará: “Este tempinho é como um tempo morto; é como um tempo morto onde nada de novo aparece.” É que o novo vai aparecer, o qual não é novo, mas será novo para nós. Temos que estar preparados. Portanto, era realmente melhor que não começasse até estar preparado. Agora, eu espero que neste mês, pois já cada um de vocês (e que eu mesmo) tenhamos arrumado tudo, porque Deus tem mais pressa que cada um de nós.

O ANO DA EXPIAÇÃO

Dr. William Soto Santiago

04 de Setembro de 1977

Cayey, Porto Rico

(...) É o tempo mais glorioso para todos os filhos de Deus; é o tempo em que tudo o que Adão perdeu é novamente restaurado a seu lugar original. Ele reclama tudo o que havíamos perdido. É um tempo de jubileu. E o tempo de jubileu nesse tempo. Com o soar da trombeta, todos faziam uma reclamação, porque era o tempo de reclamação; era um tempo de reclamação para que tudo voltasse a seu lugar original lá na Lei. E aqui também é o tempo de reclamação, onde Deus reclama tudo o que pertencia aos filhos de Deus; reclama para eles e o põe em suas mãos.

Deus... No ano de jubileu lá na Lei, com isso Deus reclamava toda propriedade. Para quem reclamava? Para os donos originais. E os demais tinham que soltar isso se não era deles. E também proclamava a liberação de todos os escravos nesse ano, porque a trombeta proclamava tudo isso. Quando essa trombeta era ouvida, automaticamente chegava esse momento e dizia essas coisas. Todo mundo entendia o que essa trombeta estava dizendo.

O dono de escravos ouvia e entendia que até aí tinha chegado a escravidão para aqueles escravos que ele tinha. O dono de uma propriedade que não era dele, mas que a havia comprado, a havia alugado ou a havia ganhado, ou a haviam penhorado, quando ouvia essa trombeta do jubileu, sabia que até aí tinha chegado ele com essa chacrinha. Vê você? E o dono original sabia que havia chegado o tempo de obter novamente o que lhe pertencia.

E quando os Selos foram abertos, aí o diabo, quando ouviu que os Selos foram abertos, soube que até aí ele chegou, e que não tem nenhum agarre e nenhuma autoridade do que pertence aos filhos de Deus, senão que, tudo regressou novamente aos filhos de Deus. Todo o poder que Adão perdeu, o Título de Propriedade, regressou às mãos dos filhos de Deus.

E qual é o Título de Propriedade? O Título de Propriedade é o Livro da Vida do Cordeiro, é a revelação dos Selos, é a Palavra. E a Palavra pura e completa regressou novamente aos filhos de Deus. E como regressou? Todo o poder está na Palavra.

Agora, o que necessitamos é o quê? O que necessitamos é fé. E fé é revelação. Então o que necessitamos é: ter revelação, ter conhecimento de como usar essa Propriedade, todo esse poder que nos foi restaurado novamente; e que, mesmo atualmente, encontramos que não somente na Terra, mas até mesmo no Céu, tem poder e autoridade este grupo de escolhidos que entrou à Santa Convocação, porque tudo lhes foi restaurado.

Então, vemos que tudo o que Adão perdeu, nós já o temos com a abertura dos Selos. Porque os Selos são a Palavra, é o Título de Propriedade. E quando a Palavra foi aberta, quando os Selos foram abertos, o que houve? TODA a Palavra nos foi entregue. Temos TODA a Palavra, e temos TODO o poder. Agora, o que necessitamos é conhecer como usar todo esse poder.

Não vá usá-lo para o mal. Não o use para se mostrar, não o use incorretamente; senão, use-o da maneira correta. E para usar uma coisa da maneira correta é preciso saber as leis estabelecidas por Deus de como usar o que Deus nos deu. Então, neste tempo o Senhor está nos ensinando como usar tudo o que nos foi restaurado. Toda a Propriedade nos foi restaurada. Agora temos novamente o Título de Propriedade, a Palavra.

(...) “Agora Ele tem a ata do Título da Redenção na mão. A mediação cessou. Recorde: por todo este tempo esteve na mão de Deus, mas agora está na mão do Cordeiro. Preste bem atenção: o Título da Redenção de toda a Criação está em Sua mão. E agora Ele veio para reclamar tudo para a raça humana. Não o reclama para os Anjos, mas para os humanos, aos quais lhes foi dado originalmente, para retorná-los a serem filhos e filhas de Deus; retornando-os ao Horto do Éden e a tudo o que perderam: as árvores, os animais e a toda a Criação. Isto não te faz sentir-se alegre? Antes eu pensava que estava cansado, mas agora não mais. Às vezes penso que estou envelhecendo até o ponto onde não poderei mais pregar; logo vejo algo como isto, e penso que sou jovem de novo. Isto me transforma, porque sei que tem alguém lá me esperando. (Vê você?)

Houve um que pagou o preço que eu jamais poderia pagar. Correto. Ele o fez por mim e por você, e por toda a raça humana; e agora vem para reclamar os direitos que redimiu. Para quem os está reclamando? Não para Si mesmo, senão, para nós. Ele é um de nós; é nosso Semelhante. Ele é meu irmão, meu Salvador, meu Deus; é meu Redentor Semelhante. Ele é meu tudo. Porque sem Ele, quem eu era? Ou, sem Ele, o que poderia ser? Então Ele é meu tudo. E ali está como nosso Semelhante; e tem estado intercedendo por nós, para reclamar Seus direitos pelo que fez por nós.”

Vê você? Então todos os direitos são reclamados. Tudo o que foi perdido por Adão e Eva lá no Éden, tudo isso é reclamado; e então é o tempo mais glorioso para todos os filhos de Deus, porque regressamos novamente a nosso lugar original, regressamos novamente a ter o Título de Propriedade em nossas mãos, e não temos que invejar nada do que tinha Adão, do que tinha Moisés, do que tinha Elias, porque eles falavam a Palavra e se cumpria. Agora você tem a Palavra. Agora a Palavra nos foi restaurada novamente. E todo o poder está onde? Está onde está a Palavra. E se a Palavra está em você, aí está todo o poder.

(...) Agora, veja você, que era (em quê?) no ano do jubileu onde havia uma expiação. E o que é isso? Uma expiação. E uma expiação fala de expiar, de arrumar, de tirar todo o mal que há nas pessoas diante de Deus.

E agora, veja que ao finalizar a sétima Era, na Era da Palavra, que é a Era da Pedra Angular, que é o Ano do Jubileu (ou tempo de jubileu, como vimos), encontramos que tinha que haver uma expiação. Essa expiação naquele tempo era o primeiro que chegava à madurez; e um feixe seria movido. Um feixe foi movido lá, e outro feixe seria movido aqui. Aquele feixe foi a expiação para aquele tempo; e depois foi pregada a expiação daquele feixe para o povo. Porém, outro feixe seria movido neste tempo, e então, nesta Era da Palavra, seria pregado sobre o que esse feixe realizou neste tempo final; e foi realizado no tempo final, na Era da Palavra, ou seja, no tempo do Jubileu. Esse feixe não é outra coisa, senão: Deus manifestado em carne no primeiro que chegaria à madurez; ou seja, o primeiro que chegaria a ter a plenitude de Deus em seu corpo.

TEMPO DE REDENÇÃO

Dr. William Soto Santiago

04 de Novembro de 1977

Cayey, Porto Rico

(...) Encontramos que todos estão inquietos nesta hora, porque todos sabemos que como Deus prometeu através do quarto Elias, assim Ele o fará. Mas o que é que se passa nesta hora? O que é que se passa com os ministros desta hora? Que estão na condição que ninguém sabe o que fazer nesta hora. “Ali estava João, chorando; então o Cordeiro se apresentou...”

Esta é uma hora muito importante; esta é uma hora de gemidos inexprimíveis. Até mesmo João, quando viu esta hora, e viu que não havia ninguém que entendesse o que tinha que fazer, e viu que não havia quem se levantasse para tomar esse Livro e abri-lo, João estava chorando muito. Quando João viu esta hora, estava chorando muito. E é uma hora para todo o povo de Deus estar gemendo. Por quê? Porque se esse Livro não for aberto, se o Cordeiro não deixar o Trono de Intercessão e se apresentar como o Leão da Tribo de Judá e tomar o Livro e abrir os Selos, então tudo estará perdido. Então tudo irá desaparecendo gradualmente por causa das bombas atômicas que estão preparadas, e que, de um momento a outro, haverão de explodir. Por causa de todas essas coisas terríveis, esses juízos terríveis que estão assinalados que hão de acontecer, então todos os seres humanos deixarão de existir.

É um tempo realmente para chorar diante do Senhor; é tempo para gemer diante do Senhor pela Adoção, pela Redenção de nossos corpos – a transformação de nossos corpos – porque chegamos ao tempo de Redenção. Chegamos ao tempo em que necessitamos de uma transformação, por causa de que as coisas assinaladas para acontecer desde o ano 77 em diante, não as poderemos resistir com estes corpos terrenos. E se Ele não apressa Sua Vinda, nenhuma carne será salva. Mas por causa dos escolhidos está prometido que estes dias finais seriam encurtados; porque de outra maneira a radioatividade, as bombas atômicas, destruirão estes corpos terrenos que temos.

(...) É um tempo assinalado por Deus onde Deus cumprirá tudo o que Ele prometeu; é um tempo tão grande que foi proibido no tempo passado escrever abertamente as coisas que tomariam lugar nesse tempo e a forma em que tudo tomaria lugar.

Observem que esse é o tempo do regresso do Senhor; e vem do Céu. Vocês notem estas coisas. E vocês verão algumas coisas que acontecerão. Há Céu espiritual e há Céu literal.

Então, encontramos que há uma Era Celestial e também há um Céu literal; algo que é conhecido como Céu, onde estão as almas dos mártires que partiram com o Senhor; e também estão os mártires judeus que morreram no tempo de Hitler, Heichmann, no tempo de Mussolini, no tempo de Stalin, e nesse tempo de perseguições para o povo de Israel.

O mesmo espírito que perseguiu aos cristãos através das sete Eras, é o mesmo espírito que perseguiu aos judeus. Contra os cristãos, desde o aspecto religioso; contra os judeus, pela via política. Então vemos que aqui, ao final, encontramos que no Céu estão esperando por esse Dia de Redenção. Diz que quando esse Dia chega – diz que foi acrescentado perfume, foi acrescentado incenso às orações dos santos, e subiram diante da presença do Senhor estas orações dos santos; eles haviam orado pela redenção, eles haviam orado pela ressurreição, eles haviam orado por seu regresso novamente à terra, para tomarem seus corpos; e agora havia chegado o momento do regresso.

Tendo chegado o momento do regresso, então, quando eles veem que chega esse momento, veem ao Cordeiro que aparece todo ensanguentado para tomar o Livro onde estão os nomes dos redimidos, então houve um glorioso jubileu lá no Céu; houve um glorioso jubileu lá na Sexta Dimensão.

Se quando o quarto Elias foi lá de visita, isso foi algo glorioso; aquilo foi um jubileu tremendo para eles, quando ele foi lá de visita, e depois teve que regressar; depois, quando chegou em 1965, quando partiu para lá, também estavam muito contentes. Por quê? Porque seu mensageiro havia chegado a eles. Mas o que dizer de quando aparece o Cordeiro, e eles o veem, e veem que toma o Livro da Redenção? Bom, o irmão Branham diz que isso foi um jubileu tremendo, porque ele viu o que se passou; porque ele, sendo profeta, foi transportado para ver o que se passaria – o que se passará quando apareça lá na Sexta Dimensão ao que eles estão esperando. Será algo glorioso para eles.

Eles estão esperando esse momento; e esse momento há de chegar.

(...) “Agora, aqui vem Satanás pelos quatro ângulos da Terra com os protestantes, os católicos e todos, marchando para a batalha do Armagedom. Bem, e por aqui vem Jesus, do Céu, com os santos ressuscitados – a Palavra vindicada. Eu sempre tenho dito: ‘Se Deus envia a alguém, Ele o respaldará. Ele respaldará o que o tal diga.’ – Se você é um Embaixador Celestial, todo o Céu te respaldará; e o Céu consiste da Palavra. Então Ele vem com os santos ressuscitados, vindicando que Sua Palavra é verdade.” [Livro dos Selos em espanhol, página 271]

Vindicando que a Mensagem que pregou antes de partir, é verdade. Então, quando regressa da Sexta Dimensão com todos os santos escolhidos, ao regressar com eles, aí regressa vindicado: de que Ele era, é e será a Palavra feita carne que veio e não o conheceram. Muitos não o conheceram, mas alguns sim; outros não o conheceram. Mas quando vai à Sexta Dimensão e traz aos santos da Sexta Dimensão, e os santos vêm com Ele, então aí estará uma vindicação clara e completa de que Ele era quem Ele disse que era.

(...) Agora, você já pode ver que todas as coisas que hão de acontecer na ressurreição, serão coisas que, de antemão, o grupo de escolhidos saberá; assim como o grupo de escolhidos do tempo do Senhor em Sua Primeira Vinda soube as coisas que haveriam de acontecer; mesmo que não as tenham entendido, mas as sabiam. Porém, quando se cumpriram, então o Senhor lhes abriu o entendimento, e entenderam as coisas das quais o Senhor lhes havia estado falando antes de morrer. Então entenderam corretamente todas aquelas coisas.

Bom, certamente haverá coisas que serão faladas, e haverá coisas que as entenderemos; porém, também haverá coisas que de momento não as entenderemos; porém quando se cumpram plenamente, então as entenderemos. Assim é que, o que não entendamos agora, vamos entender mais tarde. O que não entendemos agora, o entenderemos quando vejamos aos santos ressuscitados, vindo com o Senhor em glória. Então, o que não nos possa ser explicado agora numa maneira mais detalhada, nos será explicado depois, de uma maneira mais detalhada.

Recorde que: depois que o Senhor ressuscitou e foi à Sexta Dimensão, e trouxe aos que estavam no Paraíso, então apareceu e esteve com Seus discípulos, e abriu-lhes o entendimento para que entendessem todas as coisas que os profetas haviam falado.

Portanto, então temos que ver essa hora em que nós estamos vivendo; temos que ver que tudo já está diante de nós, tudo está à mão. Temos que ser pessoas consagradas ao Senhor; pessoas cuidadosas nesta hora. Porque a hora está chegando; a hora está se entrelaçando; e, de um momento a outro, tudo se cumprirá conforme a promessa.

Quem sabe, muitos dirão: “Mas não tinha que que haver ou acontecer isto desta maneira, e isto desta maneira? E por que está acontecendo tal e tal coisa, quando críamos que era em tal ou qual tempo?”

Então deixe que as coisas se cumpram gradualmente conforme a ordem de Deus. Estejamos preparados, porque voltaremos a nos ver. Estejamos apercebidos. Porque se você não viu ao sétimo mensageiro, o há de ver. Se você nunca viu ao apóstolo Paulo, o há de ver. Assim é que, não se preocupe nessa parte, porque isso já está por acontecer.

JUNTANDO AOS ESCOLHIDOS

Dr. William Soto Santiago

16 de Outubro de 1989

Cayey, Porto Rico

(...) Esse é o Programa Divino para o novo corpo: o corpo eterno que haveremos de receber. E tudo isto está conforme ao Programa Divino sob o novo ministério do Senhor Jesus Cristo como Leão da Tribo de Judá, Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Ele já cumpriu Seu ministério como Cordeiro de Deus; e dois mil anos atrás apareceu na terra de Israel (no leste), e se manifestou... ...e assim o fez.

As pessoas daquele tempo não compreendiam a causa, o motivo principal pelo qual Ele apareceu neste planeta Terra; e quando pediram Sua morte, e foi crucificado, pensaram que tinham acabado com o Senhor Jesus Cristo e com esse ministério. E quando isso ocorreu, foi quando Ele cumpriu em toda sua plenitude o propósito de Sua Primeira Vinda como Cordeiro de Deus.

E, por dois mil anos esteve sendo dado a conhecer o Programa Divino do Senhor Jesus Cristo em Sua Primeira Vinda como Cordeiro de Deus. E depois, no tempo final (no qual vivemos), a Segunda Vinda do Senhor Jesus Cristo, a Segunda Vinda do Filho do Homem, é como Leão da Tribo de Judá. Para quê? Para realizar o Programa correspondente ao Leão da Tribo de Judá: para reclamar tudo o que Ele redimiu com Seu Sangue precioso há dois mil anos atrás. E, para isso se requer ter o Título de Propriedade de toda a Criação; o Título de Propriedade que Adão perdeu lá na queda. Sem esse Título de Propriedade, Ele não pode reclamar o que Ele redimiu. É o Título de Propriedade ou Livro da Redenção. Assim que, Ele pagou o preço.

E esse Título que se encontra em Apocalipse, capítulo 4 e capítulo 5, na mão do que está sentado no Trono – na mão direita, que representa o Poder Divino, o Poder de Deus, o Senhor aparece no tempo correspondente, quando se solicitava no Céu que aparecesse uma pessoa digna de tomar esse Livro e abrir seus Selos; porque se havia chegado ao ciclo divino em que esse Livro tinha que ser tomado e aberto, para se realizar a Reclamação do conteúdo desse Livro.

E na Corte Divina apareceu um personagem que João conhecia. E João não o havia visto no Céu, ainda que João estivesse no Céu. E João chorava muito, porque não aparecia uma pessoa digna de tomar esse Livro e abrir seus Selos. Pois, Adão tinha caído, e todos os demais seres humanos que haviam nascido na Terra, haviam nascido pela união de um homem e de uma mulher; e o Senhor Jesus Cristo não aparecia ali.

Porém, o ancião disse a João, no capítulo 5: “João, não chores. Eis aqui o Leão da Tribo de Judá que prevaleceu para tomar o Livro e abrir seus selos.” E quando João olhou, viu um Cordeiro como ensanguentado.

João tinha visto ao Senhor Jesus Cristo como Cordeiro de Deus, porém, o ancião disse que era o Leão da Tribo de Judá. E os dois estavam corretos, porque João, o discípulo amado, havia conhecido ao Senhor Jesus Cristo como Cordeiro de Deus. João Batista o havia apresentado assim quando estava batizando lá no Jordão, e viu ao Senhor Jesus Cristo. Ele disse: “Eis aqui o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” E quando o viu no Céu, o conheceu, porque ele conhecia ao Senhor Jesus Cristo. Porém, o ancião estava dizendo a João que era o Leão da Tribo de Judá, porque o Senhor Jesus Cristo havia se movido do Trono de Intercessão e havia terminado Seu labor como Cordeiro, e estava se apresentando como o Leão da Tribo de Judá, para tomar o Título de Propriedade, o Livro da Redenção, da mão do que estava sentado no Trono, e abrir esses Selos, e realizar a reclamação de tudo o que Ele redimiu, para que cada um dos filhos de Deus pudesse viver eternamente.

A Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final (para produzir a ressurreição dos mortos e a transformação dos vivos) corresponde ao tempo em que esse Livrinho é tomado pelo Senhor Jesus Cristo no Céu, é aberto e, em seguida, é trazido à Terra.

Agora, quando Ele abriu o Sétimo Selo, houve silêncio no Céu como por meia hora. (Algumas traduções dizem: “por quase meia hora”.) Meia hora no Céu equivale a vinte e poucos anos, porque um dia no Céu é como mil anos dos nossos.

Assim que, houve silêncio no Céu quando esse Sétimo Selo foi aberto, porque esse Sétimo Selo é a Segunda Vinda do Senhor Jesus Cristo com Seus Anjos, como o Leão da Tribo de Judá, para reclamar tudo o que Ele redimiu com Seu Sangue. Ele vem com esse Livrinho aberto à Terra, para realizar a Reclamação. Ele vem para fazer a Obra do Leão da Tribo de Judá, do Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.

(...) Agora, temos visto tudo o que aconteceu no passado, na Primeira Vinda do Senhor como Cordeiro de Deus. Temos compreendido todo esse Programa; o vimos como Redentor, com Seu Sangue precioso. E tudo isso foi maravilhoso. Foi uma Obra maravilhosa a que fez o Senhor em Sua Primeira Vinda.

E em Sua Segunda Vinda, como Leão da Tribo de Judá, fará a Obra maravilhosa da Reclamação de tudo o que Ele redimiu com Seu Sangue, para passa-lo à vida eterna. Por essa causa vem com o Título de Propriedade. E, ao trazer esse Título de Propriedade, entrega-o novamente à raça humana. Ele faz a Reclamação para a raça humana, e entrega o Título de Propriedade, o Título ou Livro de Redenção à raça humana, quando o entrega a João, o discípulo amado, e lhe diz: “Come-o! Amargará teu ventre, mas em tua boca será doce como o mel.”

Quando Ele o entrega, e João o come, João está representando aí a todos os filhos de Deus que estarão vivendo neste tempo final, no tempo da Segunda Vinda do Senhor Jesus Cristo, do Anjo Forte, com o Livrinho aberto em Sua mão; estará representando a esse grupo de filhos de Deus, os quais estarão encabeçados pelo Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo, ao qual é entregue esse Título de Propriedade para que o coma; e depois, para que profetize novamente, outra vez, sobre muitos povos, nações e línguas.

A última (ou final) Mensagem é uma Mensagem profética. E é uma Mensagem profética produto desse Título de Propriedade ou Livro da Redenção que o Anjo do Senhor Jesus Cristo come; o último Profeta Mensageiro que o Senhor Jesus Cristo envia, para dar a conhecer aos seres humanos o Programa Divino correspondente a este tempo final, para a Obra do Senhor Jesus Cristo em Sua Vinda, como Leão da Tribo de Judá.

Estamos vivendo no maior e mais glorioso de todos os tempos. Estamos vivendo no tempo em que os Sete Trovões de Apocalipse emitem suas vozes. As vozes dos Sete Trovões de Apocalipse é a Mensagem de Grande Voz de Trombeta chamando e juntando a todos os escolhidos; porque chegou o tempo para cada filho de Deus regressar à eternidade.

E, por essa causa o Título de Propriedade, o Livro da Vida, o Livro da Redenção regressando à Terra para que cada filho de Deus receba esse Título de Propriedade, o recebe o Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo; e depois, quando prega a Mensagem de Grande Voz de Trombeta, está dando o Título de Propriedade em forma de Mensagem a cada filho de Deus. E cada filho de Deus que o recebe, recebe então o direito de regressar à vida eterna; recebe o direito de ter um corpo eterno. Portanto, recebe o direito à transformação de seu corpo. E os que morreram no passado, recebem o direito à ressurreição em um corpo eterno.

Esse é o Programa da Segunda Vinda do Senhor Jesus Cristo como Leão da Tribo de Judá. E Ele diz que vem com Seus Anjos: o ministério de Moisés e Elias manifestados no Anjo do Senhor Jesus Cristo, chamando e juntando a todos os escolhidos com Grande Voz de Trombeta para nosso regresso à vida eterna, à eternidade; para termos um corpo eterno, uma saúde eterna, uma juventude eterna – tudo eterno no Programa de Deus em Sua Segunda Vinda.

O MOVIMENTO MILENIAL

Dr. William Soto Santiago

05 de Agosto de 1990

Cali, Colômbia

(...) Antes da grande tribulação, começa a ser realizado nesta Terra o movimento milenial; o movimento que introduzirá as pessoas ao glorioso Reino Milenial; o movimento que chama e junta a todos os escolhidos neste tempo final com a Mensagem da Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final.

Tudo isto se realiza neste tempo final, conforme as promessas divinas, para que todos os filhos de Deus sejam recolhidos neste tempo, e sejam selados com o Selo do Deus Vivo que traz o Anjo do Senhor Jesus Cristo, e assim fiquem selados, para entrarem ao glorioso Reino Milenial com um corpo eterno, glorificado, conforme a promessa divina.

E para as pessoas que não pertencem a esse glorioso grupo de escolhidos, de predestinados desde antes da fundação do mundo, com seus nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro, para elas também há uma oportunidade neste tempo final.

Neste tempo final são cancelados todos os direitos aos seres humanos: os direitos à vida, os direitos ao ar, ao oxigênio, à luz, aos alimentos e a todas as coisas desta Terra. Todos estes direitos são cancelados à raça humana; porém, se abrem os direitos dos filhos de Deus com a abertura do Título de Propriedade no Céu, com esse Livrinho sendo trazido aberto à Terra e sendo entregue ao último Mensageiro do Senhor Jesus Cristo: a Seu Anjo Mensageiro. E, com os direitos abertos de todos os filhos de Deus, é concedida uma oportunidade de vida às pessoas que possam receber a Mensagem que os filhos de Deus recebem neste tempo final. Aos que possam e queiram escutar a Mensagem da Grande Voz de Trombeta e bebam da Água da Vida gratuitamente, a qual está à disposição de toda pessoa.

(...) Podemos ver que os que tenham o Selo do Deus Vivo escaparão dessas pragas que hão de cair sobre a raça humana. Isto é para aquelas pessoas que tenham que passar pela grande tribulação.

E os escolhidos que têm o Selo do Deus Vivo receberão a transformação de seus corpos antes da grande tribulação (os que estamos vivos), e assim entraremos ao glorioso Reino Milenial depois da grande tribulação, com corpos eternos, para sermos reis e sacerdotes nesse glorioso Reino Milenial com o Senhor Jesus Cristo; com o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.

O glorioso Reino Milenial está por começar. Resta muito pouco tempo para entrar esse glorioso Reino Milenial. Terá que passar a grande tribulação, porém, esse é um curto tempo de três anos e meio nos quais cada um de nós estará com um novo corpo, desfrutando as bênçãos celestiais; porque estamos em pé e em marcha no movimento milenial, diante do Filho do Homem na Era da Pedra Angular.

Quando os direitos à raça humana foram cancelados, os direitos aos filhos de Deus foram abertos no Livro da Redenção. E todo ser humano neste Terra somente tem a oportunidade de receber a bênção divina através dos direitos que foram abertos e concedidos aos filhos de Deus. Porque os direitos que o diabo usurpou lá na queda foram cancelados.

Agora, estando vivendo neste tempo tão grande e glorioso, podemos ver as coisas que hão de acontecer quando os direitos foram cancelados aos seres humanos, à raça humana. Por essa causa é que os juízos apocalípticos cairão durante um lapso de tempo de três anos e meio. Por isso encontramos que sobre a Terra virá escuridão, trevas, durante a grande tribulação: porque os direitos à luz, ao oxigênio, à vida, à felicidade, aos alimentos, ao sol e a todas estas coisas foram cancelados.

Assim que, sendo cancelados esses direitos, então a raça humana fica sem direito de viver neste planeta Terra; porém, os filhos de Deus recebem seus direitos, recebem sua herança. E, porquanto os filhos de Deus são filhos do Amor Divino, dão a oportunidade à raça humana para tomar da Água da Vida gratuitamente.

Por isso diz: “O Espírito e a Esposa, dizem: Vem! E quem tem sede, venha! E quem quiser, tome de graça da Água da Vida!”

Isto é porque os direitos à vida eterna, os direitos à luz, à felicidade, os direitos a este planeta Terra e à sua plenitude foram restaurados aos filhos de Deus. Por essa causa o Espírito, por meio de Seu Anjo Mensageiro, e a Esposa do Cordeiro, tendo esses direitos restaurados, podem oferecer essa oportunidade de vida eterna aos seres humanos: tomando da Mensagem da Água de vida eterna.

Quando Jesus lhes disse: “Querem ir, vocês também?” Pedro disse: “E a quem iremos se só Tu tens Palavras de vida eterna?”

E neste tempo final há Palavra de vida eterna: são Palavras do Senhor Jesus Cristo; a Mensagem do Senhor Jesus Cristo para este tempo final; a Mensagem da Trombeta Final, a Mensagem da Água da vida eterna para todos os seres humanos que tenham sede, e venham, e tomem da Água da vida eterna.

Porquanto os direitos à raça humana foram cancelados, porém, aos escolhidos, aos filhos de Deus, foram abertos esses direitos que perderam na queda; foram-lhes restaurados.

Somente os escolhidos têm esses direitos para viverem nesta Terra, e para viverem por toda a eternidade num corpo eterno que nunca ficará velho, que nunca se enfermará, que nunca terá os problemas que tem esse corpo terreno. Somente os escolhidos são os que têm direito de viver eternamente. São os escolhidos os que têm direito à terra prometida do novo corpo, e à terra prometida do glorioso Reino Milenial; os que têm direito a este planeta Terra. Porque este planeta Terra é uma herança que Deus deu a Seu filho, Adão. E quando Adão os perdeu, esses direitos foram confiscados, cancelados; mas agora são restaurados aos filhos de Deus pelo próprio Deus neste tempo final.

Quando Deus traz à Terra o Título de Propriedade, o Título desta Terra, o Título de toda a Criação, onde também estão escritos os nomes de todos os escolhidos, e entrega esse Título a Seu Anjo Mensageiro, e ele come esse Livrinho, e depois traz essa Mensagem profética ao povo, e quando o povo recebe essa Mensagem, o povo está recebendo o Título de Propriedade, o povo está recebendo seus direitos restaurados para poder viver eternamente, para poder passar ao glorioso Reino Milenial e assim herdar esta Terra.

NOSSO PATRIMÔNIO ESPIRITUAL

Dr. William Soto Santiago

24 de Setembro de 2000

Cayey, Porto Rico

(Primeira Atividade)

(...) E agora, vendo que para obter o corpo teofânico se requer a revelação da Primeira Vinda de Cristo, para obter o corpo físico eterno, imortal e glorificado, igual ao de Jesus Cristo, se requer a revelação da Segunda Vinda de Cristo; essa é a revelação do Sétimo Selo; essa é a revelação, a fé para sermos transformados e raptados – arrebatados com Cristo ao Céu, para irmos à Ceia das Bodas do Cordeiro na e à Casa de nosso Pai Celestial; essa é a revelação para sermos restaurados a tudo o que Adão e Eva perderam na queda; para fisicamente sermos restaurados à vida eterna e passarmos a ser imortais, em corpos imortais, e assim ser restaurado tudo o que está contido no Título de Propriedade; ser-nos restaurado o Título de Propriedade, a herança contida nesse Título de Propriedade; ser-nos restaurado nosso Patrimônio Espiritual, que abrange todos os aspectos de toda a Criação.

Em nosso Patrimônio Espiritual está identificado cada um dos membros da Igreja de Jesus Cristo como pessoas que têm seus nomes escritos aí nesse Título de Propriedade. Esse Título de Propriedade é um patrimônio que pertence à raça humana, pertence aos filhos e filhas de Deus e contém toda a herança de Deus para os filhos e filhas de Deus; é o Título de Propriedade dos Céus e da Terra. E esse Título de Propriedade será restaurado neste tempo final à Igreja do Senhor Jesus Cristo que tem todos os descendentes de Deus através do Segundo Adão.

Assim que, o Segundo Adão – Cristo – toma o Título de Propriedade no Céu e, a seguir, o traz à Sua Igreja: entrega-o ao Anjo Mensageiro do Último Dia para que se faça carne nele e, consequentemente, em toda Sua Igreja, ao nos dar o conteúdo desse Título de Propriedade e comê-lo, e assim nos convertemos na Palavra vivente encarnada para este tempo final, como Corpo Místico do Senhor Jesus Cristo; e assim é como o Título de Propriedade será restaurado aos filhos e filhas de Deus.

(...) Estamos no tempo onde nosso Patrimônio Espiritual, nossa Herança, será totalmente restaurada a nós; e o único que sabe como fazer as coisas é Jesus Cristo. E Ele estará operando e estará guiando a Seu Mensageiro do Último Dia. Fará coisas que ele não entenderá até que Cristo as esclareça. E acontecerão coisas que ele não compreenderá até que Cristo as esclareça; e haverá coisas que ninguém entenderá até que Cristo as revele a ele e ele nos revele a nós.

Mas lembrem-se que tudo contribuirá para o bem, e seremos restaurados à vida eterna física também, com um corpo eterno, imortal, incorruptível e glorificado, e assim, nosso Patrimônio, nossa Herança Espiritual será restaurada a nós. “E quem vencer, herdará TODAS as coisas.” Terá o Patrimônio, a Herança de nosso antecessor, que é Deus, Jesus Cristo, o qual se fez homem para nos redimir, nos restaurar a Deus, nos reconciliar Consigo mesmo e nos restaurar à vida eterna.

“NOSSO PATRIMÔNIO ESPIRITUAL.”

Quando Cristo se levante do Trono de Intercessão, e tome o Título, e reclame tudo o que Ele redimiu com Seu Sangue precioso, e ressuscite aos mortos em Cristo, e nos transforme, teremos nossa Herança totalmente conosco; e sendo assim, teremos nosso Patrimônio Celestial, Espiritual, ou seja, nossa Herança: a Herança de Deus, a Herança de nosso Pai Celestial, nosso antecessor.

“NOSSO PATRIMÔNIO ESPIRITUAL.”

Agora podemos ver quem somos no Reino de Deus, podemos ver quem somos neste planeta Terra: somos filhos e filhas de Deus, passando por este lapso de tempo; porém, temos um Patrimônio Espiritual que vem de nosso Pai Celestial – Deus – o qual se fez homem, e O conhecemos pelo Nome de Jesus, Emanuel – que, traduzido, é: Deus Conosco. Ele é quem nos transfere esse Patrimônio Espiritual e Celestial. Somos herdeiros de Deus; esse Patrimônio é nossa Herança.

E agora, estando conscientes de quem somos, e de que temos um Patrimônio Espiritual, pelo qual somos herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo Jesus, nosso Senhor, vejam vocês onde nos leva nossa ascendência: nós de Cristo, e Cristo de Deus; sendo assim, somos filhos e filhas de Deus.

O PLEITO DE NOSSA HERANÇA NA SUPREMA CORTE CELESTIAL

Dr. William Soto Santiago

24 de Setembro de 2000

Cayey, Porto Rico

(Segunda Atividade)

(...) E agora, conforme ao Testamento Divino, nós estamos registrados no Livro da Vida do Cordeiro; e, de etapa em etapa, ante o Trono Divino, estiveram passando os que estão inscritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro, os que estão inscritos nesse Título de Propriedade, os que estão inscritos nesse Testamento; porque os herdeiros são os que estão registrados no testamento que o pai de família fez; e aí aparecem os verdadeiros herdeiros do pai. Os herdeiros do pai sempre são os filhos desse pai.

E agora, conforme ao Testamento de Deus: os filhos e filhas de Deus.

Porém, a pessoa não pode herdar enquanto o pai de família esteja vivo. Ou seja, quando o pai de família morre é que os filhos obtêm a herança. E porquanto a Herdade esteve em juízo, em um pleito [disputa – editor] na Corte Divina, encontramos que a Herdade dos filhos e filhas de Deus, que contém inúmeras bênçãos, não pôde ser obtida plenamente porque está em pleito.

Mas vejam vocês, vamos recebendo bênçãos que têm a ver com o conteúdo dessa Herdade.

Agora, somos herdeiros a um corpo teofânico, e recebemos um corpo teofânico ao recebermos o novo nascimento, ao recebermos o Espírito Santo; e receberemos um corpo glorificado e eterno quando sejamos transformados. Tudo isso está na Herdade que nos corresponde como filhos e filhas de Deus.

E agora, enquanto o Testador, que é o Pai de Família, que é Deus – enquanto não morre, os filhos e filhas de Deus não podem obter a Herança.

Porém, como Deus, que é o Testador, vai morrer? Quando se fez carne, morreu, e sendo assim, a Herança dos filhos e filhas de Deus pode ser obtida. Porém, quando o ser humano pecou no Jardim do Éden, o diabo arrebatou a Herança do ser humano, mas não o Título de Propriedade. O Título de Propriedade está na Corte Divina, na destra do que está sentado no Trono.

Assim como é passado a um juiz o título de propriedade, umas escrituras que estão em pleito, e que outro reclama que essa propriedade lhe pertence; porém, quem tem o direito, conforme a escritura, é o herdeiro. E na corte são revisados esses documentos que são apresentados, para ser dada a sentença a favor dos que verdadeiramente são os herdeiros dessa propriedade.

Agora, assim como uma propriedade pode ser invadida – invasores podem se apoderar dessa propriedade – porém, mesmo se apoderando de uma propriedade, contudo isso, não são os donos reais dessa propriedade; porque o título de propriedade é que dá testemunho de quem é o dono real, original.

(...) Agora, podemos ver que o pleito de nossa Herança está na Corte Divina, na Corte Celestial; e estão passando a lista lá no Céu; Cristo está passando a lista, porque Ele conhece todos os que estão escritos nesse Título de Propriedade (o Livro dos Sete Selos) e os está chamando para que se apresentem ante Deus. 

Cristo nos limpou de todo pecado com Seu Sangue, e Cristo faz intercessão no Céu por nós, como fez intercessão por cada um dos filhos de Deus que já tiveram seu tempo aqui na Terra.

E assim estiveram passando pela Corte Divina os herdeiros deste Patrimônio Celestial divino que corresponde aos filhos e filhas de Deus. Nessa lista de nomes que estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro, nesse Título de Propriedade, nesse Livro dos Sete Selos, não aparece nenhum da descendência do maligno; nem tampouco o maligno aparece como dono original dessa Herança, do Patrimônio dos filhos de Deus. Portanto, o maligno, o diabo, esse arcanjo chamado “Luzeiro”, que se rebelou contra Deus, aparece como um que invadiu uma Herança que não lhe pertencia.

No ano do jubileu, lá entre o povo hebreu, a pessoa que não fosse a dona, a herdeira dessa propriedade, no ano do jubileu tinha que entrega-la por bem ou por mal; era uma lei estabelecida por Deus entre o povo hebreu. Tudo o que estava nesse território, nesse terreno, no ano do jubileu passava ao dono original.

E não podia dizer: “Mas é que eu plantei este ano; quero colher; porque o que plantei é meu.”

No ano do jubileu o que estava aí já pertencia ao dono original. Todo o proveito que tirou nos outros anos, pois pertencia ao que tinha se apoderado de alguma forma dessa propriedade, dessa herança, quer seja alugando-a, comprando-a ou pegando-a como pagamento de alguma dívida.

Agora, encontramos que o inimigo de Deus se apoderou por um mau negócio que Adão aceitou lá no Jardim do Éden.

O diabo tem tido essa Herança dos filhos de Deus por seis mil anos, e vejam vocês: a destruiu. Deus tem que restaura-la para poder ser habitada e usada pelos filhos e filhas de Deus durante o Reino Milenial de Jesus Cristo; tem que tirar umas quantas coisas e tem que colocar outras coisas que necessita, o qual Deus fará durante a grande tribulação.

Agora, o diabo não vai querer soltar a Herança, o Patrimônio dos filhos de Deus; não vai querer entrega-lo aos filhos de Deus. Vai querer continuar com ele. Mas na Corte Divina já terá saído a sentença, e terá sido ordenada a restauração do Patrimônio, da Herdade dos filhos de Deus, a quem? Aos filhos de Deus, que são os herdeiros do planeta Terra, com tudo o que o planeta Terra contém. E assim é cada coisa que corresponde a Herdade, ao Patrimônio dos filhos de Deus; tudo será restaurado aos donos originais, aos herdeiros de Deus.

A grande tribulação – os juízos da grande tribulação – é nada menos que o a mesma coisa que se faz quando é dada a ordem numa corte que exista, onde se realiza um caso onde alguma pessoa tenha se apoderado de uma propriedade, ou a tenha alugado, ou a tenha comprado e não a pagou: o caso é levado à corte, e o juiz dá a sentença a favor dos donos originais, dos donos que têm a escritura em seu nome, como donos dessa propriedade.

E depois encontramos que alguns que invadiram ou alugaram e não pagaram ou compraram e não pagaram, depois não querem sair da propriedade. O que a corte faz? Manda aos policiais bem armados e confiscam tudo o que está aí, e tiram o que está na casa e colocam na rua; e nunca mais pode se aproximar desse lugar. O dono original recebe as chaves, e a pessoa não tem direito em nenhum outro momento de ir por essa propriedade e reclamar alguma coisa.

Agora, podemos ver que o diabo não vai querer entregar a Propriedade dos filhos de Deus aos filhos de Deus, aos santos do Altíssimo; porque o diabo crê que este planeta Terra, com tudo o que ele contém, é dele. E o diabo crê que tudo o que ele semeou nesta Terra, e o que fez, pois que ele tem o direito de seguir colhendo aqui, num terreno que não é dele. Quem fabrica em terra ou terreno que não é seu, o que acontece? Não tem nada.

O diabo não tem nada. Nem tem vida eterna tampouco.

Portanto, o diabo tem utilizado um Patrimônio que não é dele. E se tivesse que pagar por todo o tempo que o teve, não teria com quê paga-lo. Somente sendo lançado no lago de fogo é que poderia pagar pelas coisas más que tem feito; e sendo aniquilado, tirado da existência, é que pode ser arrumado todo esse dano que causou à raça humana; para que não incomode, nem cause mais dano à raça humana.

OS SEGREDOS QUE DEUS GUARDOU PARA O TEMPO DO FIM

Dr. William Soto Santiago

09 de Setembro de 2001

Bogotá, Colômbia

(...) Com a Obra que Cristo realiza neste tempo final, completará a Seus escolhidos em Sua Igreja; e com a Obra que Ele realiza neste tempo final em Sua Igreja, Ele realizará a Obra correspondente ao Último Dia.

E depois que houver terminado a Obra de recolher a todos os Seus escolhidos, Cristo terá terminado de fazer intercessão no Céu, no Trono do Pai até pelo último escolhido de Deus; assim completará Sua Igreja, e em seguida, se levantará do Trono do Pai, tomará o Título de Propriedade (que é o Livro dos Sete Selos, de Apocalipse, capítulo 5, verso 1 em diante), o tomará, o abrirá e depois o trará à Terra, em Apocalipse, capítulo 10, do verso 1 ao 11, o entregará a um homem (que será Seu Anjo Mensageiro, o último Profeta Mensageiro que Ele terá em Sua Igreja, o qual estará na Era da Pedra Angular) e ele o comerá; e sendo assim, o Título de Propriedade dos Céus e da Terra, o Livro da Redenção, o Título de Propriedade que concede todos os direitos ao que o tenha, será restaurado à raça humana, sendo entregue por Cristo a um homem que o comerá, conforme Apocalipse, capítulo 10, verso 1 em diante, o qual foi representado no apóstolo João recebendo esse Livro dos Selos e comendo-o. Em seu ventre foi amargo, mas foi doce em sua boca. E foi-lhe dado o ministério de profetizar sobre muitos povos, nações, línguas e reis.

Assim que, o que estará profetizando no Último Dia sobre muitos povos, nações e línguas, e abrindo todos os segredos, mistérios de Deus, será o que comerá esse Livro, o qual será o Anjo do Senhor Jesus Cristo no Último Dia.

Por isso virá a restauração à vida eterna fisicamente, onde nós que vivemos seremos transformados e os mortos em Cristo serão ressuscitados em corpos eternos.

Sem esse Livro dos Selos ser tomado da destra do Pai, não há ressurreição para os mortos em Cristo, nem transformação para nós que vivemos. Porém, conforme a revelação apocalíptica, chegará o momento em que Cristo terminará de completar Sua Igreja, e então poderá se levantar do Trono do Pai, tomar o Título de Propriedade, abri-lo no Céu, reclamar Sua herança; reclamar a toda pessoa que Ele redimiu com Seu Sangue e reclamar também Seu Trono: o Trono de Davi; reclamar, consequentemente, o Reino, e estabelecer Seu Reino: o glorioso Reino Milenial de Cristo; estabelece-lo na Terra no meio do povo hebreu, e desde aí governará sobre todas as nações.

Este Livro dos Sete Selos é um Livro misterioso, porque contém o mistério de todos os membros da Igreja de Jesus Cristo, contém os nomes de todos os membros da Igreja de Jesus Cristo; é este Livro da Vida do Cordeiro. Agora podemos ver que, sendo um Livro misterioso, o conteúdo que há nele também é misterioso.

A GRANDEZA E CONTEÚDO DO SÉTIMO SELO

Dr. William Soto Santiago

28 de Setembro de 2010

Luna, D.F., México

(...) Este Sétimo Selo e sua abertura é um mistério celestial. E, para poder compreender melhor este mistério do Sétimo Selo, temos que ver de onde é este Sétimo Selo, para assim termos um quadro claro de nosso tema para esta ocasião.

Em Apocalipse, capítulo 4 e capítulo 5, encontramos o Céu aberto, e encontramos a Deus sobre Seu Trono Celestial, e em Sua destra, um Livrinho selado – cerrado e selado com sete Selos.

Capítulo 5, do Apocalipse. Leremos aí para termos um quadro claro. Diz:

“E vi na destra do que estava sentado no trono, um livro escrito por dentro e por fora, selado com sete selos.”

Este é o Livro da Vida, onde estão escritos os nomes de todos os que hão de ser salvos, de todos os que hão de viver eternamente no Reino de Deus. É o Livro da Vida do Cordeiro.

Este é o Livro mais importante dos Céus e, portanto, da Terra também. Do qual nos é falado no próprio livro do Apocalipse, capítulo 13 e capítulo 17, onde diz que os que não têm seus nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro, adorarão à besta.

E agora, sendo este o Título de Propriedade da vida eterna, Título de Propriedade dos Céus e da Terra, Adão teve este Título de Propriedade, foi-lhe dado por Deus, porque Deus colocou a Adão neste planeta Terra como rei sobre tudo o que estava no planeta Terra; porém, ao Adão e Eva pecarem, perderam o direito de ter esse Título de Propriedade; eles perderam a vida eterna. E este Título de Propriedade passou novamente à destra de Deus. Para que os seres humanos possam entrar à vida eterna fisicamente, e terem a imortalidade física, que será na ressurreição dos mortos crentes em Cristo em corpos glorificados e na transformação dos crentes em Cristo que estarão vivos, este Título de Propriedade tem que estar aberto.

E agora, vejamos como é que ocorre tudo no Céu, porque este Livro está no Céu. Porém, Cristo está no Céu com Seu corpo glorificado e eterno, fazendo intercessão como Sumo Sacerdote no Lugar Santíssimo do Templo Celestial. O tabernáculo que Moisés construiu e o templo que o rei Salomão construiu são um tipo e figura desse Templo Celestial que está na Jerusalém Celestial.

E agora, este é o Título de Propriedade da vida eterna, portanto, é o Livro mais importante que há no Céu. Segue dizendo:

“E vi a um anjo forte que bradava com grande voz: ‘Quem é digno de abrir o livro e de desatar os seus selos?’

E ninguém, nem no céu, nem na terra, nem debaixo da terra, podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele.

E eu chorava muito, porque não havia sido achado ninguém digno de abrir o livro, nem de lê-lo, nem de olha-lo.

E um dos anciãos me disse: ‘Não chores...’”

Por que João chorava tanto? Porque não se havia achado a ninguém digno de tomar esse Livro, o Título de Propriedade dos Céus e da Terra, o Título de Propriedade da vida eterna. E se não fosse achado ninguém digno para que o tomasse da destra de Deus e o abrisse, tudo estaria perdido, e tudo regressaria ao nada.

Agora, o ancião diz a João: “João, não chores.”

Está consolando a João. João sabia o que aconteceria à raça humana e a todo universo se este Título de Propriedade não fosse tomado e aberto no Céu, e fosse feita a Obra de Reclamação que o Senhor tem que fazer: reclamar tudo o que Ele redimiu com Seu Sangue precioso – seres humanos, o povo hebreu, o planeta Terra e toda a Criação.

(...) E agora, quando o apóstolo João viu a Pessoa que o ancião disse: “Eis aqui o Leão da Tribo de Judá.” – quando João olha, vê a um Cordeiro. O quê João viu? E o quê viu o ancião? O ancião não viu a um leão nem João viu a um cordeiro. E parece que estou lhes dizendo algo contraditório, porém, é que o Leão da Tribo de Judá é o Senhor Jesus Cristo; e o Cordeiro de Deus, é quem? Pois o Senhor Jesus Cristo. Ambos viram a Jesus Cristo. O ancião o viu como Leão da Tribo de Judá, e João o viu como Cordeiro de Deus, pois era assim como o apóstolo João conhecia a Jesus Cristo. Esteve com Jesus Cristo por uns três anos e meio. E quando ele escutou a João Batista apresentar a Cristo, escutou que disse: “Eis aqui o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” E assim o apóstolo João o conhecia.

Mas agora Cristo está saindo do Trono do Pai, onde, com Seu próprio Sangue, o Sangue do Cordeiro de Deus, esteve fazendo intercessão como Sumo Sacerdote no Céu por todos aqueles que o receberam como seu único e suficiente Salvador, e limpando-os com Seu Sangue precioso, e assim apresentando-os ante Deus sem pecados. Porque é o Sangue de Cristo que limpa de todo pecado a toda pessoa que recebe a Cristo como único e suficiente Salvador.

É o Sangue da Expiação, é o Sangue que foi derramado para bênção de todos nós.

No capítulo 1, verso 14, de Colossenses, diz:

“...em quem temos a redenção por seu sangue: o perdão dos pecados.”

Sem a morte de Cristo não há perdão de pecados.

E agora, Cristo como Leão da Tribo de Judá (como o ancião o vê), mudou de Cordeiro a Leão, e de Sumo Sacerdote a Rei e Juiz de toda a Terra. É uma mudança que faz o Sumo Sacerdote no Céu, porque Cristo é Rei e também Sumo Sacerdote; Rei-Sacerdote; e também, Juiz; isso é o Messias.

E agora, como Cordeiro não podia tomar o Título, porém, agora como Juiz e como Rei dos Reis e Senhor dos Senhores, ou seja, como Leão da Tribo de Judá, Ele toma o Livro. Mas João segue compreendendo que Ele é Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus; e por isso o apresenta assim.

(...) O apóstolo João representa a Igreja do Senhor Jesus Cristo e a cada mensageiro que Cristo teria no meio de Sua Igreja.

Portanto, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, no Último Dia, está representada no apóstolo João; e o Mensageiro do Último Dia também, que será um Profeta dispensacional que estará fazendo o entrelaçamento da Dispensação do Reino com a Dispensação da Graça, com a Mensagem do Evangelho do Reino sendo entrelaçada com a Mensagem do Evangelho da Graça; aqui é esse Mensageiro que toma esse Livrinho da mão do Anjo Forte que desce do Céu, e o come e o dá a conhecer também à Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E agora, o Mensageiro que toma esse Livrinho e o come, em seguida recebe a ordem de profetizar sobre muitos povos, nações, línguas e reis. Essa será a última Mensagem profética para a humanidade; essa Mensagem é o Evangelho do Reino, onde estará contido tudo o que vai ocorrer neste tempo final. E esse Mensageiro terá a bênção do Espírito Santo. A Estrela da Manhã estará nele operando os ministérios das Duas Oliveiras (Moisés e Elias) e Jesus; esses são os três ministérios prometidos para o Último Dia; e por isso são mencionados com os nomes dos que tiveram esses ministérios, nos quais o Espírito Santo operou esses ministérios. Por isso em Apocalipse, capítulo 11, aparecem as Duas Oliveiras profetizando sobre muitos povos, nações e línguas.

Já para esse tempo, Cristo não estará no Trono de Intercessão como Sumo Sacerdote, fazendo intercessão com Seu Sangue por todos os que o recebem como Salvador. Sua Igreja já terá se completado e a Porta já terá se fechado.

As virgens prudentes estarão com essa Mensagem, tendo recebido a fé para serem transformadas; esperando sua transformação para irem com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro. As virgens prudentes estarão com a bênção de receber ao Esposo (Cristo), porém, as virgens insensatas nem sequer o viram, nem sequer souberam que tinha vindo; porque a Vinda de Cristo à Sua Igreja, antes da grande tribulação (que é o maior mistério contido no Sétimo Selo de Apocalipse, capítulo 8) será uma revelação dada para a Igreja Noiva do Senhor; para as que vão entrar com Ele às Bodas.

A revelação do Sétimo Selo é a revelação da Vinda de Cristo, o Anjo Forte, à Sua Igreja; este é um mistério que será revelado à Igreja do Senhor Jesus Cristo no Último Dia. Quando se abra o Sétimo Selo no Céu, haverá se completado a abertura do Livro selado com sete Selos; Cristo estará como Leão da Tribo de Judá, como Rei dos Reis e Senhor dos Senhores e Juiz de toda a Terra.

E aí, depois de certo tempo, começa o lapso de tempo correspondente à semana número setenta; a segunda parte que falta, que é correspondente ao tempo da grande tribulação; e são três anos e meio. Esse é o tempo do fim ou o fim do tempo, porque é o ciclo divino final para o reino dos gentios; é o ciclo divino final das setenta semanas de Daniel. Deus tratará com o povo hebreu durante esses três anos e meio, porém, já não tratará com os gentios; já o tempo de trato com os gentios terá terminado com a abertura desse Livro no Céu. Quando Cristo o toma no Céu já haverá terminado o trato de Deus com os gentios, e Cristo já não estará como Sumo Sacerdote. Aí se cumpre: “O justo, seja justificado ainda; e o injusto, seja injusto ainda.” Já não haverá oportunidade de mudança.

E agora, para a Igreja do Senhor Jesus Cristo será o momento mais glorioso a abertura do Sétimo Selo no Céu. E a trazida do Título de Propriedade, desse Livro que Ele abre no Céu; será trazido à Terra; será de bênção para a Igreja do Senhor Jesus Cristo ao ser entregue ao Mensageiro que Cristo tenha em Sua Igreja nesse tempo final, que será um Profeta dispensacional, que será: o Anjo do Senhor Jesus Cristo.

0.0
Última Modificação: -/-
Artigos Relacionados: O LIVRO MISTERIOSO - VOLUME I - EXTRATOS
william soto william soto santiago

Sem comentários ainda...

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado, fique tranquilo.