Leituras Online  

​A FONTE QUE DÁ ÁGUA PARA VIDA ETERNA - INTRODUÇÃO

0 Comentáros
102
23 Fev 2018

A FONTE QUE DÁ ÁGUA

PARA VIDA ETERNA

INTRODUÇÃO 

Dr. William Soto Santiago

Sexta-Feira, 19 de Junho de 2015

Cayey, Porto Rico


 Muito boa noite, amados amigos e irmãos presentes, e os que estão em outros países, conectados com esta atividade. E uma saudação muito especial para o missionário Miguel Bermúdez Marin.

Para esta ocasião, lemos em São João, capítulo 7, do versículo 37 ao 39:

“E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.

Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.

E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado.”

Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entende-la. Nosso tema para esta ocasião é:

“A FONTE QUE DÁ ÁGUA PARA VIDA ETERNA.”

O mais importante para o ser humano é a Vida eterna. Não há outra coisa mais importante que o ser humano possa obter. E só tem UM que tem a exclusividade da Vida eterna para concedê-la ao ser humano, e Seu Nome é: SENHOR JESUS CRISTO.

Do qual nos diz, em Primeira de João, capítulo 5, do versículo 10 ao 13:

“Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu.

E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho.

Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.

Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus.”

Vimos que somente se pode obter a Vida eterna por meio de Jesus Cristo. Ele é quem tem a Vida eterna para concedê-la a todos os crentes nele. Do qual também, no capítulo 10 de São João, do versículo 27 em diante, o próprio Cristo dá testemunho, dizendo:

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;

E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.

Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.

Eu e o Pai somos um.”

Aqui novamente Cristo diz que Ele é o que dá Vida eterna às ovelhas.

E o que tudo isto que temos lido tem a ver com a Fonte que dá Água para Vida eterna?

Os conquistadores espanhóis estiveram buscando um rio, uma fonte de água (a fonte da juventude), e não a encontraram; porque a Fonte da Juventude, a Fonte da Água de Vida Eterna é um Homem: o Senhor Jesus Cristo. Por isso Ele disse: “Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.” Isto disse do Espírito que haviam de receber os que cressem nele. Foi disto que falou à mulher samari-tana, no capítulo 4 de São João, do versículo 10 em diante, onde diz:

“Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.

Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?”

Recordem que á água viva é o manancial ou, como chamam em alguns países: um olho d’água [uma vertente – editor] do qual ela brota sem que você tenha que usar mecanismos para que essa água brote da terra; um veio d’água que tem uma saída de água que corre.

Essa é a “água viva” conhecida nos diferentes países, que representa a Água Viva que dá Vida eterna ao ser humano.

E Cristo tem essa Água Viva, e é: o Espírito Santo, que sai de Cristo, para os seres humanos; e o ser humano entra à Vida eterna. E é uma Fonte de Água que jorra para a Vida eterna – é para receber a Vida eterna – e que corre pelo interior da pessoa e produz os diferentes frutos do Espírito de Deus.

“És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?”

Esse poço de Jacó está na terra de Efraim [Gênesis 33:19, Josué 24:32 – editor], o qual recebeu a Primogenitura; e esse poço é tipo e figura de Cristo, que dá Água de Vida eterna, que dá o Espírito Santo que corre como um rio; e é um rio de Água de Vida eterna para cada ser humano.

“Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;

Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.”

Uma Fonte de Água de Vida eterna, da qual, quem toma dessa Água (do Espírito Santo que vem de Cristo) viverá eternamente, porque recebe o novo nascimento; nasceu da Água e do Espírito, e sendo assim, entrou ao Reino de Deus.

Também, assim como Cristo e o Espírito de Cristo foram representados no poço de Jacó e na água desse poço, Cristo também foi representado na Rocha que foi aberta lá no Monte Horebe; lá em Refidim.

Ou seja, o que aconteceu lá no capítulo 17 [do Êxodo – editor], é um tipo e figura do que Cristo faria.

Cristo é a Rocha lá do território de Refidim – a Rocha de Horebe, da qual brotou água para saciar a sede do povo hebreu, o qual tinha sido libertado da escravidão no Egito. Do qual também, no capítulo 114 – ou – no Salmo 114, encontramos o testemunho dado; no Salmo 114, no versículo 8, onde diz:

“O qual converteu o rochedo em lago de águas, e o seixo em fonte de água.”

E no Salmo 78, no versículo 20, diz:

“Eis que feriu a penha, e águas correram dela: rebentaram ribeiros em abundância. Poderá também dar-nos pão, ou preparar carne para o seu povo?”

Aqui podemos ver como o salmista fala sobre o que ocorreu lá, quando foi aberta a rocha, e deu água ao povo.

Essa Fonte – vejamos – aparece também em Apocalipse, capí-tulo 21, do versículo 5 ao 7, onde diz:

“E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.

E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.

Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.”

Agora, vejam: é concedido tomar da Fonte da Água da Vida eterna a todos os que têm sede. Todos os que têm sede, poderão tomar da Fonte, que é Cristo, a Rocha; e Ele lhes dará a Água do Espírito Santo.

“Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.” – Disse Cristo, falando do Espírito que haviam de receber o que cressem nele. Todavia não tinha vindo o Espírito Santo, porque Cristo ainda não estava glorificado. E Ele, em São João, capítulo 14, versículo 26, e São João, capítulo 15, versículo 26, e São João 16, do versículo 1 ao 15, nos fala de que Ele enviará Seu Espírito Santo aos crentes nele.

E no livro dos Atos, capítulo 1, do versículo 1 ao 11, nos diz a história bíblica, que Ele disse a Seus discípulos que não se ausen-tassem de Jerusalém até que fossem cheios do Espírito Santo; que fossem cheios de poder.

E no capítulo 2 do livro dos Atos, no aposento alto, o Espírito Santo veio sobre cento e vinte crentes em Cristo, os quais recebe-ram o novo nascimento nessa ocasião, e entraram, consequente-mente, ao Reino de Deus.

Agora passamos ao capítulo 22 de Apocalipse [v.1 – editor]:

“E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.”

E no mesmo capítulo 22, do versículo 16 ao 17, nos diz:

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.

E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.”

É a Água da Vida eterna, que é o Espírito Santo, que vem da Rocha, que é nosso amado Senhor Jesus Cristo.

No capítulo 7 de Apocalipse, versículo 17, nos diz:

“Porque o Cordeiro que está no meio do trono os pastoreará, e lhes servirá de guia para as fontes de águas de vida; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima.”

A Fonte de Água de Vida é Cristo. Não há um rio literal onde uma pessoa possa entrar e obter a Vida eterna.

Quem tem a Cristo, o Filho de Deus, tem Vida eterna; quem não tem ao Filho de Deus, não tem Vida eterna. Esse é o testemu-nho que é dado em Primeira de João, capítulo 5, do versículo 10 ao 13. E a boa notícia para os crentes em Cristo é que Ele nos deu Vida eterna.

Agora, lhes disse que Cristo é a Fonte da Água da Vida eterna, representado na rocha lá no Monte Horebe, lá na área do Sinai, por Refidim, onde o povo teve sede, e Deus disse a Moisés que fosse à rocha e a ferisse com sua vara, e daria água para o povo.

Tem uma forma de pedir as coisas a Deus; tem uma forma correta de pedir as coisas a Moisés. Mas o povo sempre tratava de fazer como fazem as criancinhas que, por força, querem as coisas. E se puseram a contender com Moisés. Pensavam – e alguns promoviam a ideia – de que os tinha tirado do Egito para mata-los; fazê-los morrer no deserto. Por dez ocasiões trataram de apedrejar a Moisés.

Agora, o melhor é pedir as coisas a Deus em boa forma.

Na primeira rocha que Moisés feriu, estava representado Cristo, o qual tinha que ser ferido na Cruz do Calvário para depois dar a Água da Vida eterna (o Espírito Santo) que corre pelo interior das pessoas como um rio de água. A segunda rocha, em Cades-Barnéia (já perto da terra prometida, já na fronteira), representa a Segunda Vinda de Cristo.

A primeira rocha representa a Primeira Vinda, e, a segunda rocha, representa a Segunda Vinda de Cristo; e sendo assim, ambas representam a Cristo.

Para a Segunda Vinda, Cristo não será crucificado. Por isso disse a Moisés: “Fale à rocha, e a rocha dará águas para o povo.” Porém, Moisés já estava cansado; por 40 anos com um povo que sempre estava lhe dando problemas; e quando tinham alguma dificuldade, levantavam-se em protesto contra Moisés; e Moisés até temia que o povo lhe apedrejasse. E Deus lhe diz: “Vai, e fale à rocha.” [Números 20:8-13 – editor]

Moisés pegou a vara, conforme Deus lhe dissera: que fosse com a vara, e que Arão fosse com ele; mas, ao invés de falar à rocha – já estava aborrecido; tão aborrecido com o povo – que falou umas palavras contra o povo: “Povo rebelde!” E assim por diante, falou ao povo. E feriu a rocha com a vara, como tinha ferido a rocha anterior lá em Refidim, no Monte Horebe, nessa área do Sinai.

E saíram águas – saiu água da rocha; e todo o povo bebeu. Mas a forma em que Moisés fez não era conforme a vontade de Deus, não era conforme a como Deus lhe ordenara que fizesse.

É como quando Deus disse também que construíssem um tabernáculo; e disse-lhe: “Faça-o conforme ao modelo que te foi mostrado no monte.” Não: “Conforme a tua vontade.” Moisés havia construído, trabalhado em construção lá no Egito; quando era príncipe lá no Egito, entendia de construção; porém, o modelo tinha que ser conforme a como Deus lhe mostrara.

A mesma coisa quando foi para dar água da rocha ao povo lá em Cades-Barnéia: tinha de fazê-lo conforme a como Deus lhe mostrara. Porque um profeta tem que fazer as coisas como Deus lhe mostra para que Deus se agrade dele.

Feriu a rocha; saiu água. Qualquer pessoa pode dizer: “Mas, conseguiu que saísse água. Fez como tinha feito da outra vez.”

Aquilo que fez na primeira vez tipificava a morte de Cristo na Cruz do Calvário, sendo ferido; e isso daria lugar para que depois saísse (da parte de Cristo) o Espírito Santo para as pessoas no Dia de Pentecostes, e o povo não morresse, senão que, pudesse ter Vida eterna; ou seja, não morresse espiritualmente, senão que, vivesse, tivesse Vida eterna no Reino de Deus.

Agora, o que Moisés fez com a segunda rocha, tipificava: crucificação da Segunda Vinda de Cristo; por isso Moisés desagradou a Deus ao fazer isso. Portanto, a Segunda Vinda de Cristo terá certas dificuldades, as quais foram tipificadas lá no tempo de Moisés. Portanto, não era para que Moisés fizesse dessa forma. Rompeu o tipo e figura.

É importante saber que a rocha representa a Cristo. Primeira de Coríntios, capítulo 10, do versículo 1 ao 5, diz:

“Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar.

E todos foram batizados em Moisés, na nuvem e no mar,

E todos comeram de uma mesma comida espiritual,

E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo.”

Cristo estava representado na primeira rocha e na segunda rocha. Cristo foi representado, tipificado também, nos sacrifícios que o povo hebreu realizava; e foi representado também, tipificado nos diferentes profetas, como Moisés, como Noé também, como Abraão, e assim por diante.

Por essa causa – por exemplo: Cristo está representado em José; e por isso José passou por diferentes etapas: umas de dificuldade e outras de glória. Em José está tipificada, representada, a Primeira Vinda de Cristo e a Segunda Vinda de Cristo.

Também o encontramos tipificado em Moisés. Por isso em Deuteronômio, capítulo 18, do versículo 15 ao 19, nos diz que Deus levantará um Profeta como Moisés, e porá Sua Palavra na boca desse Profeta; e ele lhes falará tudo o que Deus lhe ordene a dizer.

Em cada profeta se refletiu – ou – Moisés refletiu a cada profeta que viria depois dele; e, na máxima representação, tipificou ao Messias em Sua Primeira Vinda e em Sua Segunda Vinda.

Portanto, a Primeira Vinda de Cristo, a Primeira Vinda do Messias, é um Profeta como Moisés; e a Segunda Vinda de Cristo também cumprirá a profecia.

Portanto, temos que compreender estas coisas, e estar sempre tomando da Fonte da Água da Vida eterna, que é Cristo, nosso Salvador.

Não há esperança de Vida eterna para nenhuma pessoa, a não ser que seja através de Jesus Cristo, nosso Salvador.

O Senhor Jesus Cristo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai, senão por mim.” [São João 14:6]. É só através de Cristo que o ser humano pode se achegar a Deus. Por isso Ele disse que tudo o que pedirmos, peçamos em Seu Nome. Ele disse: “Tudo o que pedires ao Pai em meu Nome, eu o farei.” [São João 14:13]

Ele é a Rocha; a Fonte da Água de Vida eterna; para mim e para quem mais? Para cada um de vocês também. Ele é a Fonte do Espírito Santo.

Recordem que não há outro nome dado aos homens em que possamos ser salvos; há somente um nome, e esse nome é: Senhor Jesus Cristo. Para isso Ele veio em carne humana há dois mil anos atrás: para buscar e salvar o que havia se perdido.

Não há outra forma para salvar e buscar o que havia se perdido, a não ser: por meio de Cristo, nosso Salvador. E não há água que possa saciar a sede espiritual da alma, a não ser: a Água que brota da Fonte de Vida eterna; dessa Rocha, que é Cristo, nosso Salva-dor; a Água do Espírito Santo que Ele envia, que Ele nos dá, é o que sacia a sede de nossa alma.

Portanto, temos visto qual é a Fonte da Água da Vida eterna.

“E o Espírito e a Esposa, dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha. E quem quiser, tome da Água da Vida gratuitamente.”

Temos visto qual é a Fonte, a Rocha, que é Cristo; e temos visto qual é a Água de Vida eterna que Ele nos dá: o Espírito Santo; como disse em São João, capítulo 7, do versículo 37 ao 39, quando disse: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba.” Por quê? Porque Ele é a Rocha que tem a Água de Vida eterna. “Quem crê em mim, como diz a Escritura...”

Há pessoas que dizem: “Eu creio em Cristo do meu jeito.” Mas Cristo diz: “Quem crê em mim, como diz a Escritura.” A pessoa tem que crer em Cristo como diz a Escritura, a Bíblia. Não do jeito da pessoa, senão, do jeito de Deus, que está impresso na Bíblia.

“Quem crê em mim, como diz a Escritura, de seu interior correrão rios de Água viva. Isto disse do Espírito que haviam de receber os que cressem nele; pois o Espírito Santo ainda não tinha vindo, porque Jesus ainda não tinha sido glorificado.”

Essa é a Água Viva da qual falou à mulher samaritana. É a Água viva do Espírito Santo, que vem de Cristo, nosso Salvador, para saciar a sede de nossa alma.

“A FONTE QUE DÁ ÁGUA PARA VIDA ETERNA.”

Esse foi o nosso tema de introdução para a escola bíblica do próximo domingo; ou seja, depois de amanhã, se Deus quiser, aqui; e que será transmitido pela internet e pelo satélite.

Portanto, tivemos a introdução hoje para nos preparar para o próximo domingo; e já no próximo domingo entenderemos muito melhor o nosso tema; e entenderemos melhor a Cristo, como: a Fonte, a Rocha de Água que salta para a Vida eterna.

Foi um privilégio grande para mim, estar com vocês nesta ocasião; com vocês aqui em Porto Rico, e com todos os que estão em diferentes países, conectados nesta ocasião.

Que as bênçãos de Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês; lhes abençoe e lhes prospere grandemente: espiritualmen-te e materialmente. E lhes use grandemente em Seu Reino neste tempo final. E lhes encha de Sua plenitude, da Água da Vida eterna, do Espírito Santo, neste tempo final. E que em breve todos sejamos transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro. No Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

Continuem passando uma noite feliz, cheia das bênçãos de Cristo, nosso Salvador.

Em cada país, podemos fazer o chamamento; e no domingo já faremos o chamamento desde aqui também.

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde. E continuem passando uma noite feliz, cheia das bênçãos da Rocha: Jesus Cristo, nosso Salvador.

Deixo com vocês ao reverendo José Benjamin Perez para finalizar. E em cada país deixo ao ministro correspondente para fazer na mesma forma.

Deus lhes abençoe e lhes guarde a todos.

     “A FONTE QUE DÁ ÁGUA PARA VIDA ETERNA.”

0.0
Última Modificação: quarta 16 maio 2018 11:56
Artigos Relacionados: ​A FONTE QUE DÁ ÁGUA PARA VIDA ETERNA ​A MENSAGEM DA BENÇÃO DO PRIMOGÊNITO
william soto santiago

Sem comentários ainda...

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado, fique tranquilo.